Mensagem do Reitor

CAROS MEMBROS DA ACADEMIA

No decurso do ano lectivo que iniciamos, muito de positivo podemos realizar conjuntamente, na UMa.

A eventualidade de ocorrência de uma pandemia de Gripe A (H1N1) coloca‐nos perante uma situação em que devemos agir coordenada e sinergicamente, promovendo a saúde e antecipando medidas preventivas, que contribuam para minorar a incidência da doença, bem como para que se actue com celeridade junto dos membros da Comunidade Académica que
apresentem sintomatologia sugestiva de Gripe A (H1N1).

Pretende‐se que todos usufruam dos apoios adequados e sintam que são salvaguardados os princípios éticos inerentes à sua condição de pessoas.

Não sendo responsabilidade da UMa a prestação de cuidados específicos na situação de doença, é todavia imperativo que como organização, estejamos preparados para intervir
face às situações identificadas, com racionalidade e humanismo.

O Plano de Contingência para a Gripe A (H1N1) adoptado, identifica para as diferentes fases de progressão da eventual pandemia, um conjunto de prioridades de actuação. Estas
consubstanciam‐se através da concretização de acções específicas, que requerem o envolvimento empenhado de cada um e de todos os membros da Comunidade Académica. A auto‐responsabilização e a co‐responsabilização são atitudes determinantes no desenvolvimento dos processos previstos ou em curso. A participação crítica, o altruísmo e a cooperação são comportamentos fundamentais para a obtenção de resultados que salvaguardem a individualidade, segurança, bem‐estar e saúde, pessoais e colectivos.

Ao apresentar‐vos este Plano de Contingência perspectivamos como pode ser assumido por vós:

  • Como resposta a uma necessidade eminente?
  • Como um repto ou um desafio individual e colectivo?
  • Como uma obrigação, um imperativo a cumprir?
  • Como uma oportunidade impulsionadora de crescimento e evolução da Academia?
  • Considerando todas as possibilidades prévias simultaneamente?

Flexibilidade é requerida na aceitação das múltiplas respostas às questões formuladas. A diversidade, expressa a singularidade com que cada pessoa interpretará o documento e assumirá participar na sua concretização. É positivo que assim seja! Na convicção de que o envolvimento responsável de cada um é o catalisador principal da agregação da Academia em torno de uma causa comum.
Faça‐o por si e por todos…

Bem hajam pelos vossos contributos!
O Reitor

Plano de Contingência

Orientações

Salas de Isolamento

Alerta de Saúde

Comunicados

Contacto