Contactos cem@uma.pt
 
 
 
 
 
 
 
CICLO BIOLÓGICO
 

As borboletas adultas voam à noite, entre Agosto e Outubro. Uns dias após a sua eclosão, as fêmeas depositam os ovos numa nervura das folhas do castanheiro, junto aos ouriços.

A postura leva 4 a 5 dias, cada fêmea pode pôr um máximo de 300 ovos. Duas a três semanas depois dá-se a eclosão das lagartas, que se dirigem para os ouriços, abrem um orifício na castanha e penetram no seu interior. As lagartas no interior das castanhas abrem galerias à medida que se vão alimentando deste fruto.

As lagartas maduras abandonam as castanhas e enterram-se no solo a profundidades variáveis, que podem atingir os 15 cm. Nesta fase as lagartas formam casulos constituídos por pequenas partículas de terra ligadas por fios de seda. Os casulos podem também ser encontrados junto ao solo entre detritos orgânicos. As lagartas passam o Inverno nestes casulos, pupando no início do mês de Junho, formando crisálidas; em finais de Julho emergem as borboletas.

 
Ciclo biológico de Cydia splendana.
 

Curvas de Voo

A partir dos dados obtidos pela monitorização feita em 2004 e 2005 na Madeira, verifica-se que alguns exemplares aparecem em finais de Julho, embora em número muito reduzido. Existem adultos até o mês de Novembro, contudo, o maior número de indivíduos de Cydia splendana está presente no mês de Setembro. A altura dos tratamentos com feromonas deverá ser aquando do aparecimento dos primeiros indivíduos, geralmente em finais do mês de Julho.

 
Curva de voo.
 
 
 
 
Webmaster: Énio Freitas 2007 © Centro de Estudos da Macaronésia E-mail: cem@uma.pt