Logo Projecto Biopolis Logo CQM
Sobre Lista Plantas Pesquisa Avançada




Informações sobre a planta
Nome Científico Ilex canariensis Poir
Sinónimos I. azevinho Sol. ex Lowe; I. aestivalis Buch.; I. canariensis ssp. azevinho (Sol. ex Lowe) Kunkel
Família AQUIFOLIACEAE
Nome Comum Azevim, Azevinho.
Partes Estudadas
Bioactividade
Etnofarmacologia
Descrição Botânica Árvore até 6 m de altira com casca cinza-branco. Folhas 4-9.5(-11)x2-4.5 cm, ovados ou ovado-lanceoladas, obtusas, raramente agudas, glabras, inteiras, elípticas ou ovadas com espinhos dispersos 1-2.5 mm, semi-coriáceas, verde escuro por cima, pálido por baixo; pecíolo 1-1.8 cm, pubescente de glabro. Flores brancas ou tingidas de púrpura nos lóbulos exteriores, fortemente perfumadas em cimeiras terminais e axilares. Pedúnculos e cálices geralmente pubescentes. Ambos os cálices e corolas com 4- a 5- lóbulos, ciliados, cálice 1-1.5 mm, corola 4-4.5 mm. Estames 4-5. Ovário 3-3.3 mm, 4- a 5- lóbulos, estigma protrundente. Frutos 9-11x7-9 mm, esféricos ou oblongos, vermelhos mas escureçendo até quase pretos; pedícelos 1.2-2.4 mm, pubescentes ou glabros. Pirenes 4-5, 6.5-7.5x3.5 mm, profundamente sulcados.
Toxicidade Desconhecida
Abundância Pouco comum
Distribuição Geográfica Madeira (na Laurissilva em zonas quentes e secas e solo exposto principalmente na região centro e norte entre 300-880 m, tornando-se rara).
Origem Endémica da Macaronésia (Canárias).

Compostos Químicos
CAS Nome


Referências Bibliográficas
Artigo DOI
J. R. Press, M. J. Short; 1994; FLORA OF MADEIRA, THE NATURAL HISTORY MUSEUM; London:HMSO. 0-11-310017-5

Fotos
Ilex_canariensis_3.jpg
Ilex_canariensis_4.jpg
Ilex_canariensis_2.jpg


©2007 • Centro de Química da Madeira • Universidade da Madeira