Archive for April, 2008

o trilho da Rocha de Gaula

Wednesday, April 23rd, 2008

roteiro.jpg

Ainda este ano será possível ir do Sítio dos Moinhos, no Caniço, e, dos Salgados, na Camacha, à freguesia de Gaula atravessando a ribeira do Porto Novo, pelo trilho da rocha de Gaula. Caminho antigo que o desuso tornou intransitável.
Um projecto conjunto das casas do povo das três freguesias, unidas neste elo ancestral, acaba de ser candidatado a financiamento da união europeia.
Será assim disponibilizado à comunidade local e visitantes mais um percurso pedonal que permite contactar com a natureza e repetir um caminho que os antigos usaram para comunicar entre si. Pelo interior.
Neste momento ainda é possível percorrer uma parte significativa deste trilho a partir dos Salgados e mesmo do Largo da Achada na Camacha, ou dos Moinhos, no Caniço, pela levada dos caniceiros.
É um passeio agradável e com relativa segurança. Melhor ficará quando for possível atravessar a ribeira e subir até Gaula ( ou vice-versa), dominando os silvados invasores e a parte destruida do trilho.   
Por este caminho fica a passagem pelo “possível” núcleo fundacional da Freguesia da Camacha. O lugar onde terá sido erigida a primeira capela em honra de S. Lourenço, um santo bispo a quem devo um dos meus nomes próprios.
Afiançam os antigos que foi ali que se fez a primeira capela e que dela ainda restavam pedras de cantaria, há algumas décadas atrás. Mais: que essas cantarias terão sido levadas por alguém amante de antiguidades.
Boa ideia mesmo era localizar essas peças e devolvê-las ao lugar de origem, um lugar próprio, neste roteiro.
É a minha opinião e, como nasci no dia do santo, acho que devo defendê-lo. Porventura ganho o direito de pedir-lhe uma graça, quando lá fôr rezar.  À eremida.

Roquelino Ornelas  

 

Não há sessão solene com Cavaco Silva no parlamento porque Jardim acha que a oposição é “um bando de loucos”

Saturday, April 12th, 2008

“Eu acho bem não haver uma sessão solene, acho que era dar uma péssima imagem da Madeira mostrar o bando de loucos que está dentro  da Assembleia Legislativa”, disse hoje o presidente do governo regional da Madeira à Lusa.

Alberto João Jardim, de acordo com a notícia, referiu-se a deputados da oposição como “o fascista do PND, o padre Edgar (PCP)” e “aqueles tipos do PS”.»

 BOA, DR. JARDIM continue….esquece-se que esse “bando de loucos” representa madeirenses.

Uma sugestão. Acabe-se com esta palhaçada. Proiba-se os partidos da oposição e faça-se um partido único.

Acho que a oposição deveria pedir eleições antecipadas e não concorrer às ditas. Resolvia-se a imagem da Madeira.

Lília Bernardes

As gralhas da sucessão

Saturday, April 12th, 2008

Há muito que se diz pelos bastidores que o dr. Guilherme Silva daria um “excelente príncipe regente” (uma carta na manga de Jardim). Confrontado pelos jornalistas à porta do Congresso, o deputado do PSD/M na Assembleia da República disse:

“O Expresso não é um jornal oficial. E esses até trazem muitas vezes gralhas”.

 Versão do Expresso de hoje:

«O Expresso não é um jornal oficial. Esses é que trazem muitas vezes gralhas».

Admito que seja erro. Até porque nem sempre há “control” ortográfico nos “media”.

Lília Bernardes

A pedido de uma leitora

Friday, April 11th, 2008

«Com um ano de atraso, li o seu comentário acerca do artigo, que também não li, mas acredito que esteja fantástico (a avaliar pelo título…) . Posso dar-lhe um conselho? PUBLIQUE-O DE NOVO! Sabe porquê? O povo português é de memória curta e daqui a uns meses vai, de novo, dar o voto a estes senhores do mundo (tipo Bush, está a ver?) e estamos cheios de sorte se não lhes derem maioria absoluta… Eu também “Não suporto maniqueístas, vaidosos, prepotentes e arrogantes. Infelizmente há-os de todas as cores, quadrantes e tendencias. “Tótós que se julgam donos do palco”, …” e este País vai de mal a pior com tantos totós em todo o lado…

Maria do Rosário»

__________________________________________________________

O PODER ABSOLUTO DE SÓCRATES 

image001.jpg


“Há uma obsessão controladora, neste PS socrático” escreve Áurea Sampaio, na sua coluna de opinião, na Revista Visão, edição de 15 de Março. Está lá, clarinho como água. Bem escrito e irrefutável. A minha sugestão de leitura vai para este artigo porque partilho inteiramente dos seus pontos de vista. Talvez, admito, porque estou a perder a paciência para beneficios de dúvida. Não suporto maniqueístas, vaidosos, prepotentes e arrogantes. Infelizmente há-os de todas as cores, quadrantes e tendencias. “Tótós que se julgam donos do palco”, como diz um amigo que não escreve artigos de opinião nem postes de blogue, mas que sei, lê este.

Roquelino Ornelas

http://www.uma.pt/blogs/box-m/?p=571