Untitled Document
Subscreva a nossa mailing list e seja o primeiro a receber informações sobre as nossas iniciativas: clique aqui.
 
 
 
 
 
 
 

O Banco de Germoplasma ISOPlexis é uma Unidade de investigação da Universidade da Madeira, criada em 1996, para desenvolver estudos fundamentais e/ou aplicados na área dos Recursos Genéticos e Biotecnologia, dedicando-se ao estudo da agrodiversidade, recursos genéticos e agrosistemas. Integra a Rede de Bancos da FAO, desde 2001, e o Germobanco Agrícola da Macaronésia, desde 2003.

 

O Banco está mandatado para realizar a prospecção, inventariação, conservação, avaliação e valorização dos recursos biológicos, com enfoque nos recursos com interesse agronómico ou económico, e que possam ser usados na bioeconomia regional. Enfase é dada ao estudo dos recursos genéticos agrícolas ou silvestres de interesse agrícola.

 

Enquanto projecto univeristário, tem ainda por missão dar execução às políticas de investigação e formação da Universidade para o Sector, implementando políticas de investigação e formação adequadas aos objectivos da Instituição e da Região.

 

O ISOPlexis alberga colecções representativas de germoplasma dos mais importantes recursos agrícolas da Região Autónoma da Madeira. O germoplasma desses recursos está incluído nas seguintes colecções: base ou passiva para depósito a longo prazo (função similar ao Banco Mundial de Svalbard, Noruega); activa para depósito (conservação) a curto prazo, apoio à investigação e à agricultura (função de investigação e valorização); melhoramento para desenvolvimento de novas variedades ou linhas melhoradas (função de investigação e inovação). Para além disso, o ISOPlexis alberga também uma colecção de apoio à agricultura biológica.

 

As colecções de germoplasma base e activa seguem as normas e protocolos do IPGRI (Bioversity International), no que concerne à sua recolha, constituição, manuseamento, documentação, saneamento, caracterização, constituição e conservação de lotes. A colecção de melhoramento segue as normas do Registo nacional e da International Union for the Protection of New Varieties of Plants (UPOV).

 
O Banco possui ainda áreas laboratoriais para a investigação e desenvolvimento. Área de cultivo para a regeneração e multiplicação de material de propagação. Actuando, ainda, nesta última vertente de trabalho, em cooperação com a Associação de Agricultores da Madeira e Agricultores Associados.
 
No ISOPlexis, a preservação e utilização dos recursos biológicos regem-se pelo Tratado Internacional para os Recursos Fitogenéticos para a Agricultura e Alimentação (TIRFAA) da FAO. O ISOPlexis realiza o intercâmbio de germoplasma para fins de investigação ou desenvolvimento ao abrigo do TAM (Acordo padrão de transferência de material) e desenvolve programas de melhoramento, com a protecção de direitos de acordo com as normas nacionais e internacionais.
 
 
  EM DESTAQUE...
   
 
 

UBQ II, Lda. analisada ao pormenor na rúbrica do DN "Empresa vista de perto" (ver mais).

   
 
 

ISOPlexis referenciado no Iniciativa Europeia para os Recursos Genéticos para Agricultura e Alimentação (ver mais).

   
 
 

Preparámos diversas atividades para si: venha visitar o BG ISOPlexis no dia 18 de maio!
(ver mais).

   
 
 

ISOPlexis representado em conferência internacional sobre agricultura e alterações climáticas (ver mais).

   
 
 

Investigação e Inovação em Ambiente Empresarial - Projeto Blue Iodine (ver mais).

   
 
 
 
 

REDES DE TRABALHO

 
Germobanco, Banco Agrícola da Macaronésia
http://www.germobanco.eu
Banco nº5: ISOPlexis
 

FAO

http://apps3.fao.org/wiews/
Institute code: PTR102
Institute level: 02.07.01.01
Institute type: Governmental /Autonomous
Acronym: ISOPlexis
Portuguese Network of Germplasm Bank

 

AEGRO

http://aegro.bafz.de/index.php?id=95
An Integrated European In Situ Management Work plan: Implementing Genetic Reserves and On Farm Concepts (AEGRO)

 
 
  ISOPlexis NO FACEBOOK