Untitled Document
Subscreva a nossa mailing list e seja o primeiro a receber informações sobre as nossas iniciativas: clique aqui.
 
 
 
 
 
 
 

O Banco de Germoplasma ISOPlexis é uma Unidade de investigação da Universidade da Madeira, criada em 1996, para desenvolver estudos fundamentais e/ou aplicados na área dos Recursos Genéticos e Biotecnologia, dedicando-se ao estudo da agrodiversidade, recursos genéticos e agrosistemas. Integra a Rede de Bancos da FAO, desde 2001, e o Germobanco Agrícola da Macaronésia, desde 2003.

 

O Banco está mandatado para realizar a prospecção, inventariação, conservação, avaliação e valorização dos recursos biológicos, com enfoque nos recursos com interesse agronómico ou económico, e que possam ser usados na bioeconomia regional. Enfase é dada ao estudo dos recursos genéticos agrícolas ou silvestres de interesse agrícola.

 

Enquanto projecto univeristário, tem ainda por missão dar execução às políticas de investigação e formação da Universidade para o Sector, implementando políticas de investigação e formação adequadas aos objectivos da Instituição e da Região.

 

O ISOPlexis alberga colecções representativas de germoplasma dos mais importantes recursos agrícolas da Região Autónoma da Madeira. O germoplasma desses recursos está incluído nas seguintes colecções: base ou passiva para depósito a longo prazo (função similar ao Banco Mundial de Svalbard, Noruega); activa para depósito (conservação) a curto prazo, apoio à investigação e à agricultura (função de investigação e valorização); melhoramento para desenvolvimento de novas variedades ou linhas melhoradas (função de investigação e inovação). Para além disso, o ISOPlexis alberga também uma colecção de apoio à agricultura biológica.

 

As colecções de germoplasma base e activa seguem as normas e protocolos do IPGRI (Bioversity International), no que concerne à sua recolha, constituição, manuseamento, documentação, saneamento, caracterização, constituição e conservação de lotes. A colecção de melhoramento segue as normas do Registo nacional e da International Union for the Protection of New Varieties of Plants (UPOV).

 
O Banco possui ainda áreas laboratoriais para a investigação e desenvolvimento. Área de cultivo para a regeneração e multiplicação de material de propagação. Actuando, ainda, nesta última vertente de trabalho, em cooperação com a Associação de Agricultores da Madeira e Agricultores Associados.
 
No ISOPlexis, a preservação e utilização dos recursos biológicos regem-se pelo Tratado Internacional para os Recursos Fitogenéticos para a Agricultura e Alimentação (TIRFAA) da FAO. O ISOPlexis realiza o intercâmbio de germoplasma para fins de investigação ou desenvolvimento ao abrigo do TAM (Acordo padrão de transferência de material) e desenvolve programas de melhoramento, com a protecção de direitos de acordo com as normas nacionais e internacionais.
 
 
  EM DESTAQUE...
   
 
 

Dias 20 e 21 de setembro de 2017, 16h00. (Formulário de inscrição).

   
   
 
 

UBQ II, Lda. analisada ao pormenor na rúbrica do DN "Empresa vista de perto" (ver mais).

   
 
 

ISOPlexis referenciado no Iniciativa Europeia para os Recursos Genéticos para Agricultura e Alimentação (ver mais).

   
 
 

Preparámos diversas atividades para si: venha visitar o BG ISOPlexis no dia 18 de maio!
(ver mais).

   
 
 

ISOPlexis representado em conferência internacional sobre agricultura e alterações climáticas (ver mais).

   
 
 

Investigação e Inovação em Ambiente Empresarial - Projeto Blue Iodine (ver mais).

   
 
 
 
 

REDES DE TRABALHO

 
Germobanco, Banco Agrícola da Macaronésia
http://www.germobanco.eu
Banco nº5: ISOPlexis
 

FAO

http://apps3.fao.org/wiews/
Institute code: PTR102
Institute level: 02.07.01.01
Institute type: Governmental /Autonomous
Acronym: ISOPlexis
Portuguese Network of Germplasm Bank

 

AEGRO

http://aegro.bafz.de/index.php?id=95
An Integrated European In Situ Management Work plan: Implementing Genetic Reserves and On Farm Concepts (AEGRO)

 
 
  ISOPlexis NO FACEBOOK